segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Ana



E este tinha duas mulheres: o nome de uma era Ana, e o da outra Penina. E Penina tinha filhos, porém Ana não os tinha.
1 Samuel 1:2

Quem de nós gostaria de estar na pele de Ana, esposa de Elcana?
Imagine uma jovem muito amada de seu esposo não podendo ver a continuação desse amor. Que historia linda provavelmente eles tiveram, para que Elcana fosse o esposo amoroso que era? Quantos planos não fizeram? Talvez planejassem os nomes dos filhos que teriam. Quanta lágrima Ana derramou quando havia festas familiares e Penina abraçava seus filhos, enquanto ela ficava de longe observando e sonhando. Cada sapatinho de bebê era uma seta que feria o seu coração. Quantas vezes ela teve de responder a molestadora pergunta: Você não vai ter filhos? Quantos comentários maldosos? E como não bastasse o peso de não ser uma mulher completa, Ana era provocada. Penina não faz idéia do que é ter limitações e ela insensivelmente a provoca. Penina não sabe o que é ver os anos passando e não ter a chance de educar um filho para Deus. Penina não enxerga o coração de Ana, ela não sabe o que é a exclusão.
Quantos de nós sabemos o que é ser Ana? 
Quantos de nós temos nos comportado como Penina,transformando a fardo do próximo em nosso triunfo?
Que Deus nos ensine a misericórdia, e que a lição não precise ser dura nem vergonhosa. Porque nós não enxergamos o coração do que está em amargura, mas Deus tudo vê!


Por Raquel B. Aze

DEUS



 A noite mais escura não impede que Deus te veja.


A distancia mais dolorosa não impede o agir de Deus.
A exclusão mais estúpida não distancia Deus.
A traição mais íntima não exclui a fidelidade de Deus. 
As críticas mais infiéis não anulam as palavras de Deus.

A espera mais longa não cala a resposta de Deus.
O silencio mais cruel não afeta os sentidos de Deus.
A questão mais difícil não confunde a sabedoria de Deus.
A guerra mais sangrenta não afeta a paz de Deus.

A esperança mais frágil não enfraquece o poder de Deus.
A terra mais seca não retém o rio de Deus.
A decepção mais dura não frustra os planos de Deus.
As lágrimas mais solitárias não se ocultam aos olhos de Deus.

 O coração mais fraco não tira a vida das mãos de Deus.
A dor mais profunda não supera o amor de Deus.
O sonho mais distante não escapa das mãos de Deus.
A crise mais terrivel não tira Deus do controle.



Por Raquel Bolgenhagen Aze

sábado, 24 de dezembro de 2011

JESUS CHOROU


Jesus chorou.
                                                                                   João 11:35.                                             

Talvez tua vida esteja atrás de uma pedra e todos estejam dizendo que provavelmente cheira mal. 
Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas. João 11:3
Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto;
João 11:14
Lazaro e suas irmãs buscaram a ajuda de Jesus. Eles sabiam que só poderiam contar com Ele, que só Ele poderia resolver o problema. Mas ele não resolveu! Ele não resolveu o problema, e lazaro morreu. Quando Jesus chegou todos diziam já morreu, não há mais o que fazer, já era Jesus, já cheira mal! Jesus não veio a tempo, a tempo de salvar.
Mas Jesus não está preocupado com o tempo, ou, com o impossível, ou com o “tudo está perdido”. A única coisa que realmente importa pra Jesus é que Ele ama os seus amigos, Ele está sensível para as suas necessidades e não existe hora ou condição para que Ele realize um milagre, a única coisa que Existe é o seu amor incomparável.
Jesus pois, quando a viu chorar, e também chorando os judeus que com ela vinham, moveu-se muito em espírito, e perturbou-se.
João 11:33.
Você é amigo de Deus?
E tudo está perdido atrás de uma pedra?
Remova a pedra e pare de chorar!
Porque Ele moveu-se de compaixão, e quando Jesus chora por um amigo é porque todos verão a glória de Deus!
Jesus chorou.
João 11:35


Raquel B. Aze

sábado, 3 de dezembro de 2011

Natal e Ano Novo, Festas Especiais para os Cristãos.


Natal e Ano Novo, Festas Especiais para os Cristãos.    

Festas Especiais...
não porque contemplamos o presépio, mas porque o Deus representado no presépio tem contemplado nossas vidas.
"Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração."
2 Crônicas 16:9
Festas Especiais...
não porque vestimos branco ou escarlata, mas porque o sangue do Emanuel nos deixa alvos como a neve.
"Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados"
Colossenses 1:14.
Festas Especiais...
não porque nos reunimos, mas porque a união é preciosa.
"Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.
É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes."
Salmos 133:1-2
Festas Especiais...
não porque temos momentos inesquecíveis, mas porque diante da eternidade esta vida é só um momento.
"Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce.
Passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido."
Salmos 103:15-16
Festas Especiais...
não porque decoramos arvores, mas porque sendo ramos frutíferos nunca seremos cortados.
"Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer."
João 15:5
Festas Especiais...
não porque brindamos com champagne, mas porque bebemos da Água da Vida.
"E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede."
João 6:35
Festas Especiais...
não porque temos amigo secreto, mas porque sendo amigos de Deus temos segredos com Ele.
"Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente."
Mateus 6:6
Festas Especiais...
não porque acendemos velas, mas porque boas obras iluminam a terra.
"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus."
Mateus 5:16
Festas Especiais...
não porque a noite tem mais estrelas, mas porque nossa esperança é a Estrela da manhã.
"Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã."
Apocalipse 22:16.
Festas Especiais...
não porque há um coral em cada capela, mas porque cada templo é uma linda canção.
"Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?"
1 Coríntios 6:19
Festas Especiais...
não porque a mesa sobeja, mas porque sabemos que com Deus dividir é multiplicar.
"E, tomando os cinco pães e os dois peixes, e olhando para o céu, abençoou-os, e partiu-os, e deu-os aos seus discípulos para os porem diante da multidão."
Lucas 9:16.
Festas Especiais...
não porque tem muitos abraços, mas porque somos família.
"Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome"
Mateus 6:9
Festas Especiais...
não porque iluminamos as ruas, mas porque a Palavra tem iluminado nossos caminhos.
"Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho."
Salmos 119:105.
Festas Especiais...
não porque fogos enfeitam os céus, mas porque o céu trouxe fogo a terra.
"Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com fogo."
Lucas 3:16
Desejo a você Cristão Festas Especiais na presença de Deus.

Raquel Bolgenhagen AzeRaquel Bolgenhagen Aze é cristã, catarinense e escreve gratuitamente para este blog!

Copyright.


Copyright.

Por que um servo do Senhor lutaria por direitos autorais? Se o que ele fala,faz, escreve, é inspirado pelo Espírito Santo?
Para garantir retorno financeiro?
De graça recebemos e de graça devemos dar! Mateus 10:8.
O mensageiro não trabalha para o destinatário, o mensageiro trabalha para o remetente, e é dele que você deve esperar o teu salário. É do Senhor que vem a recompensa.
Alguém pode dizer que essa é uma maneira de abrir portas para pregar o evangelho. Que se as pessoas souberem quem é o mensageiro vão chamá-lo. Mas um mensageiro não é “chamado” pelos destinatários, ele é enviado pelo remetente. Nós não devemos esperar por um “venha”, nós precisamos é obedecer ao “ide”.
O mensageiro não é dono da mensagem, não é o autor. A relação entre o mensageiro e a mensagem não é de direito e sim de dever. E o dever de um mensageiro é entregar a mensagem.
Entregar a mensagem no lugar certo; para a pessoa certa. No nosso caso o lugar certo é “os confins da terra” e a pessoa certa é “toda criatura”.
Então solte a carta! Deixe que copiem que espalhem que a mensagem vá! Não se apegue a ela, apegue-se ao Remetente, volte para o Remetente! Ele tem muitas outras mensagens pra você entregar. Essa fonte é inesgotável. Essa sabedoria é infinita.
Não tenha ciúmes daquilo que Deus te deu não se aproprie você é um servo do Senhor, reparta com tantos quantos puder.
 Que vá para os quatro cantos do mundo, que vire outdoor! Essa é a vontade do Senhor, é para isso que você foi chamado, para entregar a mensagem, não para assiná-la.
“O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados.” Mateus 10:27
Se o teu nome nunca mais for ligado a esta mensagem, melhor “... e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.” Mateus 6:4.
Quanto a aqueles que se apropriarem dessa mensagem para beneficio próprio certamente serão envergonhados, porque o Espírito Santo não está com eles.
 “... E alguns dos exorcistas judeus ambulantes tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega. E os que faziam isto eram sete filhos de Ceva, judeu, principal dos sacerdotes. Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois? E, saltando neles o homem que tinha o espírito maligno, e assenhoreando-se de todos, pôde mais do que eles; de tal maneira que, nus e feridos, fugiram daquela casa. E foi isto notório a todos os que habitavam em Éfeso, tanto judeus como gregos; e caiu temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido “  Atos 19:13-17.
Cópia só tem valor quando é autenticada...

Raquel Bolgenhagen Aze


O que tem no vaso?


O que tem no vaso?

“Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.” Jeremias 18:6
Quando você tem um vaso cheio de barro ele é pesado.
Na hora da limpeza, para não erguer aquele vaso, você arrasta riscando a superfície em que ele está. Vaso cheio de barro causa prejuízo por onde passa...
Quando você não quer estragar a superfície por causa do vaso, então você passa um pano em volta, e o que estiver embaixo fica. Vaso cheio de barro pode esconder sujeira...
Com o tempo aquela sujeira vai atraindo ácaros, e outras coisas nojentas. Vaso cheio de barro pode atrair coisas imundas para dentro de casa...
Chega um dia em que você decide eliminar aquela sujeira e ergue o vaso, mas ele é pesado e quando você solta no chão de novo pode quebrar com o impacto. Vaso cheio de barro não resiste o levantar e abaixar...
Quando você tem um vaso cheio de óleo, ele não atrai coisas imundas porque não há sujeira escondida nele, você pode limpar todo dia porque é leve, você abaixa e levanta quantas vezes precisar...
Deus quer que sejamos vasos de barro, cheios de óleo.
Mas existem vasos de barro cheios de barro, cheios de si mesmos...
Causando prejuízo por onde passam, atraindo coisas imundas para dentro da sua casa. E o problema é que alguns são bem grandes. Vasos grandes e cheios de barro são ainda mais pesados, e corre maior risco de quebrar quando se tem levantar e abaixar...
Sejamos vasos cheios da unção do Senhor para que ele nos limpe, levante e abaixe quando quiser sem nos quebrar e ter que recomeçar o trabalho que fez em nós.
Ser de barro e não conter barro... Ser de barro e conter azeite e não barro.
Esse é o desejo do Senhor que sejamos cheios do Espírito Santo e não cheios de nós mesmos.

Raquel Bolgenhagen Aze

sábado, 5 de novembro de 2011

O louvor é a chave da vitória

    • O louvor é a chave da vitória?
      É verdade que Paulo e Silas foram libertados da prisão quando louvaram ao Senhor, mas não creio que estivessem cantando canções do tipo:
      “... o nosso Deus vai colocar nossos inimigos neste calabouço e nós iremos humilhar... por que nós somos de Cristo e com ele nós podemos arrebentar... nascemos para um palco e todos vão ter que aplaudir...nos assentaremos entre os príncipes blábláblábláblá...
      Esse tipo de musica que temos chamado de louvor não combina com o evangelho de Cristo, porque a nós é dado o mandamento de AMAR nossos inimigos, BENDIZER os que nos maldizem, ajuntar tesouros no CÉU, MORRER para que Cristo viva em nós! Não combina com Paulo que disse “para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro”, penso que Paulo estivesse cantando uma canção mais ou menos assim:
      ...rude cruz se erigiu dela o dia fugiu... Sim, eu amo a mensagem da cruz, até MORRER eu a vou proclamar, levarei eu também minha cruz até por uma coroa trocar...
      ...também agora Cristo será engrandecido em meu corpo, quer pela vida quer pela morte.
      (Filipenses 1:20.)
      Chegamos ao extremo de cantar:
      “Senhor queremos que nos exalte agora...”
      ‘’ nosso nome será destacado...”
      Isso não combina com o cordeiro de Deus, isso combina mais com Lúcifer! Este sim, queria ser exaltado e foi a sua condenação. É bom lembrar que Deus virou o cativeiro de Jó quando ele “orou” pelos seus “amigos”, quer dizer não é porque nosso irmão se opõe a nós que vamos tratá-lo como inimigo, ele pode estar sendo usado pelo nosso inimigo, mas isso não nos dá o direito de querer o mau para o nosso irmão. Jesus nos mandou dar a outra face a quem nos fere. Deus não colocou Jó em um palco e seus amigos nas cinzas... Os amigos de Jó foram instrumentos de benção, foram eles usados para “consolar” Jó!
      Transformamos o louvor numa barganha? Nós cantarolamos e Deus atende nossos pedidos egoístas, e carnais? Vingança, Palco, sucesso... Deus nos chamou para sermos como crianças. Jesus disse; eu vos envio como cordeiros; negue-se a si mesmo tome a sua cruz; bem aventurados os humildes... O louvor é uma expressão de gratidão não é moeda de troca. Precisamos exaltar ao Senhor em nossas canções e não a nós mesmos.
      "Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta.” (Mateus 5:23-24)
      “Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança”. (Mateus 5:5)
      “Jesus dizia a todos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me.” (Lucas 9:23.)
      “Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a vida por minha causa, este a salvará” (Lucas 9:24)
      Estamos pedindo um palco, e Jesus nos ofereceu uma cruz...
      Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. (João 15:7)
      Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. (João 15:14)
      A chave da vitória é a obediência...
      O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. (João 15:12)
      E o mandamento é amar...
      Quanto ao louvor?
      Tudo o que tem fôlego louve ao Senhor!

      “Aleluia! Louvem a Deus no seu santuário,
      louvem-no no seu poderoso firmamento.
      Louvem-no pelos seus feitos poderosos,
      louvem-no segundo a imensidão de sua grandeza!
      Louvem-no ao som de trombeta,
      louvem-no com a lira e a harpa,
      louvem-no com tamborins e danças,
      louvem-no com instrumentos de cordas
      e com flautas, louvem-no com címbalos sonoros,
      louvem-no com címbalos ressonantes.
      Tudo o que tem vida louve o Senhor! Aleluia!”
      Salmos 150:1-6.

      Referencias: Jó 42; João 15;
      Filipenses 1; Mateus 5; Mateus

      Raquel Bolgenhagen Aze

Línguas, gritaria e algumas Dúvidas...



Línguas, gritaria e algumas Dúvidas...




No dia de pentecostes os crentes falaram em idiomas que não conheciam, mas isso não nos

da direito de afirmar que o dom de línguas consiste em “conseguir pregar a quem não

conhece o nosso idioma” porque Paulo diz na primeira carta aos coríntios que quem fala línguas fala a Deus, fala mistérios. 
"Pois quem fala em língua não fala aos homens, mas a Deus. De fato, ninguém o entende; em espírito fala mistérios"
1 Coríntios 14:2.


Quem fala em línguas é edificado, mas se não houver quem interprete a igreja não será edificada, neste caso é inconveniente falar em voz alta. Não é o objetivo transformar a reunião em uma barulheira sem sentido, passando a impressão de que somos loucos. 
"Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus."
1 Coríntios 14:28.
"Se, porém, alguém falar em língua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar."
1 Coríntios 14:27.
"Porque todos podereis profetizar, cada um por sua vez; para que todos aprendam e todos sejam consolados; pois os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas; porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos"
1 Coríntios 14:31-33
"Se, pois, toda a igreja se reunir num mesmo lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou incrédulos, não dirão porventura que estais loucos?"
1 Coríntios 14:23. 
"Portanto, irmãos, procurai com zelo o profetizar, e não proibais o falar em línguas.Mas faça-se tudo decentemente e com ordem."
1 Coríntios 14:39-40


Raquel Bolgenhalgen Aze

Saudosismo?



Saudosismo?
Ouvimos muito esta frase: “Quem vive de passado é museu.” E ela é interessante, mas nunca deveria ser usada em relação a nossa vida espiritual, porque precisamos viver o presente, porém às vezes é preciso sim olhar para trás para viver o presente com sabedoria. 
Referencias Bíblicas:
• Porque nossos pais transgrediram, e fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR nosso Deus, e o deixaram, e desviaram os seus rostos do tabernáculo do SENHOR, e lhe deram as costas. (2 Crônicas 29:6)
• Ora, pois, assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. (Ageu 1:5) 
• Assim diz o SENHOR: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele. (Jeremias 6:16)
• E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não. (Deuteronômio 8:2)
• Porém esqueceram-se do SENHOR seu Deus; então os vendeu à mão de Sísera, capitão do exército de Hazor, e na mão dos filisteus, e na mão do rei dos moabitas, que pelejaram contra eles. (1 Samuel 12:9)
• E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após ela se levantou, que não conhecia ao SENHOR, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel. Então fizeram os filhos de Israel o que era mau aos olhos do SENHOR; e serviram aos baalins. (Juízes 2:10-11)
• Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei. (Apocalipse 3:3)
• Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. (Apocalipse 2:4)
A palavra do Senhor nos estimula a olhar para o passado para corrigir nossos caminhos, o Senhor falou muitas vezes ao seu povo; Lembra-te, considera, volta, conhece, pratica as primeiras obras. Algumas vezes olhamos para o passado e vemos que só havia erros, e isso nos torna mais gratos a Deus, outras vezes olhamos para o passado e vemos que algo se perdeu, e então nós lutamos para recuperar. Olhando para o passado ganhamos sabedoria e discernimento para servir a Deus com confiança.


domingo, 23 de outubro de 2011

oração e jejum

"Vigiai pois, para que não entreis em tentação, o espírito na verdade está pronto, mas a carne é fraca" Mc 14.38
      João Bunyan, escritor de "o peregrino" disse: "jamais serás um cristão se não fores de oração". Jesus ensinou que orar é um dever (Lc 18.1). Todos os que querem uma vida cristã vitoriosa precisam ter o hábito de orar.
      Martinho Lutero, dizem alguns estudiosos, orava duas horas todos os dias. O Mestre Jesus costumava orar muitas horas Mt 8.23; Mc 6.46.
      Um homem de Deus disse que quando Deus deseja dispensar suas bençãos sobre o seu povo. Ele os inspira a orar.
      Há algum tempo, eu estava numa reunião, quando o pastor perguntou quantas pessoas haviam orado naquele dia pelo menos uma hora, e pra surpresa de todos, menos de dez pessoas levantaram as mãos, e estava ali uma multidão reunida! E você obreiro tens orado ao menos uma hora diariamente?
      Também quero citar nessa oportunidade um outro grande tema bíblico: o jejum.
   
      O jejum é extremamente recomendável na vida do obreiro, é um exercício espiritual que "quebra" nossa carnalidade, Jesus disse que existem castas demoniacas que só saem com jejum e oração, Mc 9.29.
      Em Mateus 4 vemos que Jesus venceu o diabo. Jesus estava jejuando.
      Para muitos cristãos atualmente o exercício do jejum é desnecessário. Nesse ponto tenho que discordar, acredito plenamente na urgência de uma igreja mais consagrada, e tenho por certo que não podemos dispensar o jejum da nossa prática como crentes. É claro que cabe aqui as recomendações básicas pra quem pretende jejuar: Acostume-se aos poucos com 12, 18, 24 horas, o corpo precisa se acostumar.
Ao encerrar o jejum, alimente-se com algo leve. Não jejue a fim de contar com o elogio das pessoas, ninguém além de Deus, precisa saber. Ore enquanto jejuar.
      Todo crente que verdadeiramente se consagra, isso com a prática da Palavra, exercitando-se no jejum e na oração:
Será cheio do Espírito SAnto
Será usado por Deus
Expulsará demônios
Dará frutos
Terá dons
Ler referencias bíblicas At 1.8; 1Jo 5.14-15; Mc 16.15-17; At 4.29-34; 1Co 12.31.
Obs. Toda oração e jejum que fizermos, não terá efeito nenhum, se não amarmos a prática da Palavra de Deus: Amar a Deus acima de tudo. E nosso próximo como a nós mesmos.
Um abraço!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Seminário Virtual: O mal uso da Língua - parte II



“Na multidão de palavras não falta transgressão; mas o que refreia os seus lábios é prudente. A língua do justo é prata escolhida; o coração dos ímpios é de pouco valor.” Pv 10.19-20 (Versão RC).
            “Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato. A língua dos justos é prata escolhida, mas o coração dos ímpios quase não tem valor (NVI).”
           
“Quanto mais você fala, mais perto está de pecar; se você é sábio, controle a sua língua.  As palavras dos bons são como a prata pura; as idéias dos maus não têm valor (NTLH).
           
             Fica evidente que os versículos citados querem mostrar a importância do controle da língua. “Quanto mais você fala, mais perto está de pecar”. Quantas vezes após uma longa conversa entre amigos ou parentes, percebemos que passamos do limite nas nossas conversas, e acabamos por pedir perdão a Deus pelo fato de ter criticado ou desmerecido alguém? O ser humano está sujeito a pecar, mas lembremos-nos das Palavras do Senhor quando disse: “Vigiai e orai para que não em tentação” Mc 14.38. Vigiar é tão importante quanto orar, pois mostra um cuidado constante com nossas próprias palavras, gestos e pensamentos.
            No Salmo 34 há uma promessa aos que guardam sua língua: “Quem é o homem que deseja a vida, que quer largos dias para ver o bem?  Guarda a tua língua do mal e os teus lábios, de falarem enganosamente.” Sl 34.12-13 (RC). O texto citado promete a benção da longevidade aos cuidadosos no falar. Será que estamos vigiando com nossas palavras? Ou falamos coisas inúteis e más o tempo todo? Que a Palavra de Deus faça efeito em nossa vida!
            Em Provérbios 11.12 lê-se: “O homem que não tem juízo ridiculariza o seu próximo, mas o que tem entendimento refreia a língua.” (NVI). Ridicularizar os outros é pecado. Você já esteve no meio de pessoas que zombam dos outros? Parece que há quem vá ao culto para procurar motivos de caçoar o próximo, já vi irmãos zombando de pregadores, por errarem na pronuncia de alguma palavra. Tem gente que faz piada da roupa que alguém na igreja está usando, ou da própria fisionomia alheia. Saiba que por zombar do profeta Elizeu o Senhor repreendeu alguns meninos duramente:  
“De Jericó Eliseu foi para Betel. No caminho, alguns meninos que vinham da cidade começaram a caçoar dele, gritando: "Suma daqui, careca! "
Voltando-se, olhou para eles e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então, duas ursas saíram do bosque e despedaçaram quarenta e dois meninos.”   (NVI) II Re 2.23-24.

Voltarei com a continuação desse tema. Até breve!



quinta-feira, 7 de julho de 2011

Seminário Virtual - O mal uso da língua - Parte I

Importantes servos de Deus na atualidade tropeçam neste ponto. O mal uso da língua a que me refiro é o mesmo que usar a fala para fins que não trazem edificação. Eu gosto do versículo 16 parte “a” do capítulo 19 de Levítico, principalmente na Edição Pastoral que diz: “Não espalhe boatos”, na versão Almeida Revista e Corrigida: “Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo”. Domar a língua é tarefa das mais difíceis, tanto é verdade que a bíblia diz:  “Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal varão é perfeito e poderoso para também refrear todo o corpo.” Tg 3.2.
                  É tão comum as pessoas falarem coisas inúteis e sem proveito que a maioria acha normal, quando na verdade deveriam se policiar quanto ao seu  mal uso.
            A bíblia na versão NVI em Sl 10.7 diz o seguinte acerca de pessoa  ímpia: “Sua boca está cheia de maldições, mentiras e ameaças; violência e maldade estão em sua língua.”  Vamos desenvolver uma pequena lista usando o texto acima para estudar quantos males é possível extrair de um mal uso das palavras:
  • Maldição: Chamamento de mal, sofrimento ou desgraça sobre alguém. Na prática é o hábito de usar palavras como: “tomara que ele morra”, ou “fulano não presta para nada”  ou “essa pessoa vai pagar muito caro por isso”.
  • Mentira: Ato de mentir, falsidade, lorota. Jesus ensina que o diabo é o pai da mentira.
  • Ameaça: Palavra ou gesto intimidativo, promessa de castigo ou malefício. Deus não gosta de ameaças entre o seu povo, ou contra seu povo. Quando Senaqueribe ameaçou o reino de  Judá, e o rei  Ezequias orou ao Senhor a esse respeito, Deus interveio contra todo o exército de Senaqueribe e através de um só anjo exterminou cento e oitenta e cinco mil homens, Is 37.
  • Violência: Abuso, agressão, fereza. Quem já foi ferido com palavras sabe muito bem o que quer dizer palavras de agressão.
  • Maldade: Crueldade, perversidade, malícia. Mesmo em piadas se observa muita malícia e perversidade. No Salmo primeiro, a Bíblia alerta:  “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores; antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite.”
            É tão sério que o Salmista Davi no Salmo 12.3  e 4,  orou para que Deus cortasse a língua dos arrogantes. Espiritualizando o termo “cortar” para nosso uso como cristãos,   pode significar uma consagração da nossa língua ao Senhor, de modo que a usemos para o que é edificante e proveitoso para o crescimento do reino de Deus.
            No Salmo 15.3,  uma das características do cidadão dos céus é que “não difama com a sua língua”.
            Vamos estudar também dois versículos no livro de Provérbios: “Na multidão de palavras não falta transgressão; mas o que refreia os seus lábios é prudente. A língua do justo é prata escolhida; o coração dos ímpios é de pouco valor.” Pv 10.19-20 (Versão RC).
            “Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato. A língua dos justos é prata escolhida, mas o coração dos ímpios quase não tem valor (NVI).”
           
“Quanto mais você fala, mais perto está de pecar; se você é sábio, controle a sua língua.  As palavras dos bons são como a prata pura; as idéias dos maus não têm valor (NTLH).
           
Comentaremos os versículos citados acima no nosso próximo post,
                                                                                                          Até breve!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Seminário Virtual: O perigo da Negligência


O propósito de estar postando esse tema no meu blog, é alertar a grande massa de obreiros e obreiras do nosso país. São milhares de crentes espalhados nessa nação continental, muita gente desenvolvendo alguma função na Igreja de Cristo. Todos nós corremos o risco de negligenciarmos o trabalho cristão, e vendo a urgência desse assunto,  decidi colocá-lo na grade de estudos do nosso mini seminário virtual.
Negligência (do latim "negligentia") é o termo que designa falta de cuidado ou de aplicação numa determinada situação, tarefa ou ocorrência. É frequentemente utilizado como sinónimo dos termos "descuido", "incúria", "desleixo", "desmazelo" ou "preguiça".
           A negligência se torna pecado, pois o trabalho feito de qualquer maneira escandaliza a obra, e a expõe à critica alheia.
           Quem não conhece o texto bíblico  sobre o bom samaritano?
  "E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram e, espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente, descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.E, de igual modo, também um levita, chegando àquele lugar e vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano que ia de viagem chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão.E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, aplicando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele;E, partindo ao outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele, e tudo o que de mais gastares eu to pagarei, quando voltar. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?" Lc 10.30-36 (RC).
Um homem estava na pior, um sacerdote e um levita negaram socorro, podendo fazê-lo, isso  porque os sacerdotes e os levitas representavam os religiosos da época, mas passava por ali um samaritano que não foi negligente, Sejamos como ele!
Deve ser entendido que negligência só é cometida quando o bem proposto pode ser feito pela igreja, ou pelo indivíduo, mas assim mesmo não é feito, por razões superficiais. “Quem pois, tiver bens no mundo, e vendo seu irmão necessitado, lhe cerrar o coração, como estará nele o amor de Deus” 1 Jo 3.17
Exemplos de negligência no trabalho eclesiástico coletivo:
  • Deixar de lado os idosos, não dando algum tipo de atenção especial. Ficando alguns deles expostos até ao abandono, mesmo a igreja tendo condições de ajudá-los. É possível desenvolver um trabalho dentro das condições financeiras de uma igreja local. Por exemplo fazendo um programa de acompanhamento de idosos ao médico, ou até mesmo fornecendo fraldas geriátricas, usando a criatividade nossos idosos serão de alguma maneira abençoados (com exceção é claro das igrejas que não tem nenhuma estrutura financeira para tal)  I Tm 5.1;  Is 1.17; Sl 146.9.
  • Outro erro importante que ocorre com freqüência é a negligência de alguns obreiros com os novos crentes, alguns parecem que nem são notados. Um novo convertido precisa de atenção, precisa de alguém que o visite, ore com ele, e lhe ajude como verdadeiro irmão na caminhada. Ec 4.10; Pv 17.17.
  • Indiferença em relação aos jovens. Os jovens necessitam de atenção dobrada, uma vez que por causa da idade, constantemente são levados pela curiosidade por conhecer o que o mundo tem a oferecer. Igrejas que se preocupam com eles devem oferecer trabalhos voltados a esta faixa etária. Não são poucos os trabalhos que podem ser desenvolvidos pelos jovens, na cidade onde moro por exemplo, um grupo de jovens de uma igreja local sai pela madrugada  evangelizando através da música gospel, e tem colhido excelentes resultados (sempre acompanhados por obreiros responsáveis é claro).  
  • Esquecimento do serviço social. Em geral quando se fala de serviço social, lembramos da doação de alimentos aos menos favorecidos, essa prática não deve ser esquecida jamais, porém o assunto é amplo, vai além disso. Pode-se desenvolver um trabalho de alfabetização, um programa de acompanhamento profissional aos jovens, uma escola de música, ou de artes. Se há na igreja talento e profissionais voluntários, não há quem possa impedir, uma vez que “Se Deus é por nós, quem será contra nós”. Meditemos também no texto de Tg 4.17  “Aquele pois, que sabe fazer o bem e o não faz, comete pecado”.
No livro do profeta Ageu, vemos o que a indiferença e a negligência levou o povo a cometer:
"Veio, pois, a palavra do SENHOR, pelo ministério do profeta Ageu, dizendo:É para vós tempo de habitardes nas vossas casas estucadas, e esta casa há de ficar deserta? Ora, pois, assim diz o SENHOR dos Exércitos: Aplicai o vosso coração aos vossos caminhos. Semeais muito e recolheis pouco; comeis, mas não vos fartais; bebeis, mas não vos saciais; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário recebe salário num saquitel furado. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Aplicai o vosso coração aos vossos caminhos. Subi o monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei e eu serei glorificado, diz o SENHOR. Olhastes para muito, mas eis que alcançastes pouco; e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu lhe assoprei. Por quê? —disse o SENHOR dos Exércitos. Por causa da minha casa, que está deserta, e cada um de vós corre à sua própria casa."  Ag 1. 3-9 (RC)
 
Agora, o mesmo texto na versão NVLH:
"Por isso, o SENHOR falou assim por meio do profeta Ageu: Povo de Judá, será que fica bem vocês viverem em casas luxuosas enquanto o meu Templo continua destruído? Pensem bem no que tem acontecido com vocês. Vocês semearam muitas sementes, mas colheram pouco; têm comida, mas não é suficiente para matar a fome; têm vinho, mas não dá para ficarem bêbados; têm roupas, porém elas não chegam para os proteger do frio; e o salário que o trabalhador recebe não dá para viver. Por isso o SENHOR Todo-Poderoso diz: Pensem bem no que tem acontecido com vocês. Agora, vão até as montanhas, tragam madeira e construam de novo o Templo. Eu ficarei muito contente com esse Templo e ali serei adorado e honrado.Vocês esperavam colheitas grandes, porém elas foram pequenas. E, quando estavam levando para casa o pouco que colheram, eu soprei tudo para longe. E por que foi que eu, o SENHOR Todo-Poderoso, fiz isso? Foi porque vocês só vivem cuidando das suas próprias casas, mas não se importam com a minha Casa, que está destruída."  Ag 1.3-9 (NVLH).

Eles pararam a edificação do templo de Deus para se aplicarem tão somente às suas  vontades, enquanto assim fizeram não prosperaram e o que é pior, suas vidas ficaram vazias. Porém após o arauto de Deus ter profetizado, eles se arrependeram e voltaram ao trabalho, recebendo a benção de Deus.
Se há negligência ao seu redor, seu trabalho não pode ser afetado, e nem é ético ao bom obreiro ficar aos cantos reclamando da administração da igreja. Faça a diferença, influencie através do seu bom trabalho. Veja o que você pode fazer, e faça!
Falta de oração, Falta de leitura bíblica, falta de assiduidade nos cultos por motivos banais, Deixar de ensinar aos filhos, ou de atender a família, até mesmo negligenciar a própria saúde são exemplos de negligência individual, a que o obreiro de valor deve estar atento.

Até breve!




terça-feira, 5 de julho de 2011

Ética cristã - parte II

As características do obreiro aprovado são observadas por todos a sua volta, mas o verdadeiro obreiro não será ético apenas para agradar aos outros, será ético por que ama seu Senhor e sua Palavra, e quantas lições podemos extrair da bíblia:
Mansidão: Não se resolve problemas apoiando-se na estupidez. Mt 5; Pv 12.16;
Humildade: Alguém já disse: "O humilde aceita as críticas, e não se envaidece com os elogios" Ser humilde é uma benção aos crentes Gl 5.22; Jo 1.30;
Bondade: Fazer o bem é dever, não opção; Ef 2.8-10;
Hospitalidade: Rm 12.13; Hb 13.2
Domínio próprio: II Pe 1.6 etc.
A ética cristã pode ser muito bem associada ao conhecimento bíblico prático, veremos alguns erros possíveis de ocorrer aos menos avisados:
Criticar os outros ao visitar alguém. Há casos de crentes que no ato da visita usam o tempo falando o que não convém. Se as visitas são feitas em nome da fé, então não se pode fugir do propósito;
Visitar pessoas do sexo oposto estando a mesma só em casa, Sempre que ocorrer que a pessoa a ser visitada  estiver só, o correto é que vão em grupo, sempre em horário oportuno;
Ao evangelizar, os cuidados com a higiene contam muito, cabelos penteados, roupas limpas e bem passadas, dentes escovados, hálito agradável, sapatos impecáveis, desodorante para evitar possíveis odores;
Respeitar horários de culto, trabalho, escola também conta;
Entenda como sinônimo da ética cristã, o bom comportamento diante de Deus e dos homens:
"Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta."  Heb 12:1 (RC).

Sempre haverá um lugar de destaque aos obreiros que fazem bom uso da ética cristã.
Até breve!

Seminário Virtual: Ética Cristã - Parte I


Ética é o nome geralmente dado ao ramo da filosofia dedicado aos assuntos morais. A palavra "ética" é derivada do grego ἠθικός, e significa aquilo que pertence ao ἦθος, ao caráter.

A Ética estuda os valores morais e princípios ideais da conduta humana, é também o conjunto de princípios morais que se devem observar no exercício de uma profissão. A palavra "moral"  vem do latim "mores" e significa comportamento, modo de agir, costumes.

Ética cristã portanto é um somatório de valores que formam e dão sentido ao crente em Jesus Cristo.
Sal da terra
O cristão que observa a ética bíblica em sua vida faz valer as palavras de Cristo quando falou: "Vós sois o sal da terra" (Mt 5.13),
O sal era usado para temperar a carne evitando sua corrupção. Quando o sal se tornava insípido era utilizado apenas com uma finalidade: Jogava-se em lugares escorregadios com a finalidade de ser pisado pelos homens(Ver Mc 9.49-50) O sal  perde sua qualidade quando se torna sem sabor, o que Jesus quis dizer é que o cristão como sal da terra deve expor o exemplo de moral e caráter para dessa forma influenciar as pessoas ao seu redor,  o cloreto de sódio puro (sal) não deteriora, mas uma vez misturado a elementos impuros e estranhos perderá sua propriedade  (Cl 4.6).
Em vários textos da bíblia podemos ver como deve ser   a conduta do cristão, como ele deve ou não deve se portar diante das pessoas.
Em efésios 5 temos informações aos casados, já no capítulo 6 são os pais e filhos que são ensinados, em provérbios 18.21, e Tiago 3.1-12 somos advertidos contra o mal uso da língua, em Provérbios 6.6-10 o homem preguiçoso encontra a repreenção justa.
Em Romanos 13.8-13 o cristão aprende  que quando comprar alguma coisa deve pagar. Sobre esse assunto posso dizer que há muitos cristãos  descuidados, tem loja por aí que não vende mais para "crente", vale dizer aqui que existem bons livros de educação financeira que podem ser estudados em casa.
Algo que precisa ser dito é que muitos cristãos que possuem negócio próprio passam longe do que é ética cristã, conheci cristãos que mentiam para vender carros, o carro estava sem condições de uso, foi comprado por uma bagatela, o sujeito dá uma lavada no veículo e passa adiante por preço absurdo. Esse tema foi desenvolvido pelo cinema no filme cristão "A virada" que por sinal eu recomendo. Tem cristão que glorifica a Deus quando a moça do caixa do supermercado passa o troco  maior do que o justo, quando deveria devolvê-lo imediatamente.
Não é difícil encontrar falta de ética no meio evangélico, na atualidade existem exemplos de:
 Falta de ética na administração financeira:  líderes de igrejas que gastam o dinheiro como se fosse seu, na compra de bens próprios, enriquecendo inescrupulósamente.
Falta de ética de cristão para cristão: O uso da palavra no púlpito deve ser proveitoso para o crescimento e não para desabafos e indiretas, sem contar os chamados "grupinhos" formado por alguns na igreja no que quando se reúnem criticam tudo e todos.
Falta de ética nos "famosos da igreja": É importante lembrar que Culto não é show, o que está havendo na atualidade é inaceitável, cobra-se verdadeiros absurdos para pregar a Palavra de Deus ou louvar ao Senhor, É lógico que o obreiro é digno do seu salário, e que quem vive da obra, que se alimente da obra, não é errado ao cantor gospel, ou pregador receber pelo que faz, visto que está gastando seu tempo, sua voz, sua dedicação e as vezes, até sacrificando momentos com a família, porém cabe aqui o bom senso, dá pra fazer tudo isso sem explorar.
Voltaremos com a segunda parte do estudo sobre ética cristã
Até breve!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Seminário viirtual: introdução

O propósito desse Seminário virtual, não é esgotar o assunto sobre os temas apresentados, visto que em se tratando de teologia, tudo é muito vasto e discutível. Aconselho aos leitores deste blog que leiam as referências bíblicas apresentadas, discuta com outros cristãos o que você ler. Em todo material lido, seja como os bereanos, que demonstraram intensa preocupação em saber se o que o apóstolo Paulo pregava era verdadeiro. Entre outras definições, a palavra obreiro, quer dizer trabalhador. todo trabalho é recompensado, de maneira que quem trabalha em pró do crescimento do reino de Deus, também será recompensado, nessa vida, e principalmente na vindoura.
Textos sugeridos:
Atos 20.24;
Carta de Paulo a Tito;
II Tm 2.15

Seminário básico gratuito para obreiros

Sou obreiro há 11 anos, formado em teologia e posso dizer que tenho muito a aprender, mas adquiri ao longo desses anos e com os seminários que já participei alguma experiência. Com isso postarei um seminário básico prático no meu blog.
Os temas serão:
  1. Introdução;
  2. Ética cristã na vida do obreiro;
  3. O perigo da negligência;
  4. O mal uso da Língua;
  5. Comportamento do obreiro
  6. Comportamento do obreiro no púlpito;
  7. Recepcionistas: Atenção!
  8. Vida de Oração;
  9. Conhecimento Bíblico;
  10. Homilética: Preparando um Sermão;
  11. O pecado;
  12. O Evangelho;
  13. Evangelismo e Missões;
  14. O Ministério;
  15. A Teologia;
  16. Conclusão
  17. Bibliografia
Em breve postarei a primeira matéria, e as outras na sequência. Até breve. Em Cristo!

Conselhos aos casados parte 1

Sou casado há apenas dez anos, mas como obreiro e pregador do evangelho tenho ministrado estudos para casais e assim adquirido alguma experiência que vou compartilhar em etapas.
A seguir, algumas reclamações comuns feitas por mulheres acerca de seus maridos:
   1. Ele quer levar uma vida de solteiro, sendo casado. O que devo fazer?
R: Homens que se casam devem entender que "deixará o varão o seu pai e sua mãe, e unir-se-á a sua mulher e serão ambos uma só carne", o texto bíblico continua valendo aos dias de hoje, e mostra que as responsabilidades agora são maiores, pois o solteiro tem todo o tempo necessário para si, já o casado deve dividir o tempo entre ele, sua esposa e seus filhos, se tiverem.
    2.   Ele é uma coisa na igreja, outra em casa, outra na rua!
Essa afirmação é comum nas mulheres cujos maridos são evangelicos, me lembro de um "tristemunho" que ouvi meu pastor contar sobre certo menino que ao ouvir o próprio pai pregar, perguntou para mãe se a família podia mudar toda para igreja, pois vendo o pai pregando tão "bonzinho", pensou que seria assim também com a família naquele ambiente sagrado. alguém já disse com toda razão: "o que você faz, fala mais alto do que você fala". Hipocrisia é pecado!
   3.  Ele não me ajuda nos serviços domésticos!
As causas mais comuns de depressão em mulheres dá-se por causa de estresse, trabalho excessivo, e estafa, muitos maridos se esquecem do que a bíblia ensina: "vós maridos, amai a vossa mulher", é fácil amar só com palavras, mas está escrito em I João 3.18: "Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. um marido que ama sua esposa deve dividir as tarefas com ela!
Voltarei com mais reclamações comuns feitas pelas esposas, e em seguida  com as reclamações feitas pelos esposos!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

O SIGNIFICADO DA PÁSCOA

No original hebraico a palavra páscoa quer dizer "passar por cima".
Foi exatamente o que aconteceu no livro do Exôdo. quem tinha o sangue de um animal inocente aspergido  na verga e nos umbrais da porta de sua casa tinha seu primogenito poupado. A morte "passava por cima" daquela casa e o primogenito que habitasse ali estava livre. Ao contrário dos que não tinham o sangue na porta. Esses perdiam seus primogenitos.
Para meditarmos nessa passagem fica impossível não lembrarmos no Cordeiro Páscal : Cristo, que morreu na cruz, para que aquele que nEle crê viva livre da morte eterna. Amém!
Medite em Exodo cap. 12

terça-feira, 12 de abril de 2011

A Grande Luta

Diversas vezes a bíblia traz o tema da guerra em suas páginas. No Antigo Testamento, vê-se mais uma guerra no sentido literal da palavra, gentre contra gente, povo contra povo etc...
No Novo Testamento, observamos um tipo de guerra travada no profundo da alma do crente em Jesus. Parece nos muito familiar o tema "batalha espiritual" nos dias atuais, porém realmente sabemos o que esse tema significa?
A resposta de muita gente boa por aí é essa: Sim! eu conheço o tema, sou perito no assunto. Alguns poderão dizer: oh sim!, eu domino essa área!
Mas vamos a realidade senhoras e  senhores!  Uma coisa é teoria, outra coisa é a pratica.
Vamos encarar os fatos: Jesus enfrentou intensa batalha quando humano. Para dar-nos exemplo Ele jejuou, orou, retirava-se a meditar em lugares isolados, podemos ver em cada gesto, palavra e atitude de Cristo, o Vitorioso Vencedor sobre o pecado. Jesus venceu. Aleluia!
Mas, tristemente muitos cristãos tem se encurvado diante de um cristianismo medíocre, não fazem tudo errado, mas também não conseguem ter prazer na lei de Deus. Vivem carnalmente e estão perdendo a batalha para o pecado, o diabo e o mundo. A coisa é séria meus irmãos. Toda guerra exige esforço, renúncia, concentração, um grande atleta pode treinar durante horas todos os dias, e mesmo assim enfrentar dificuldades. "Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte e tendo sido ouvido por causa da sua piedade, embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu" Hebreus 5.7-8.
Por Evandro Moretti

terça-feira, 5 de abril de 2011

Não deixe atrapalharem seu sacrifício

Olá irmãos, Paz de Jesus Cristo!
Em Gênesis 15.11 está escrito assim: "Aves de rapina desciam sobre os cadáveres, porém Abrão os enxotava"
Abrão, que depois passou a se chamar Abraão por vontade Divina, recebeu do Senhor uma promessa de que a partir de sua descendencia faria uma grande nação. Após anos de espera, Deus confirma a promessa e o anima. O conduziu para fora de sua tenda, pediu que olhasse para os céus e contasse as estrelas, querendo dar a Abraão a dimensão grandíssima de  sua promessa: "e creu Abrão no Senhor, e isto lhe foi imputado para justiça" Gn 15.6.
Pois bem; após os acontecimentos acima descritos, O Senhor pede a Abrão que lhe faça um sacrifício de animais, (algo que no Antigo Testamento era permitido). Abrão o fez como lhe disse O Senhor. Preparou o sacrifício e partiu-os ao meio (com exeção das aves), momentos depois disto, algumas aves de rapina tentavam pousar sobre o sacrifício, porém Abrão as enxotava! temos uma lição espiritual para ser extraída desse texto. Quantas vezes nós tentamos levar uma vida ininterrupta de consagração, e "aves de rapina" tentam nos atrapalhar. O próprio adversário usa de artimanhas para atrapalhar nossa perseverança.
Muitos crentes param de orar, ler a bíblia, e até de praticar um testemunho exemplar simplesmente pelo fato de não vigiarem. Muitos crentes deixam de estar atentos. E são furtados pelo inimigo!
Para concluir meditemos no que fez Abraão. Ele estava atento ao ponto de não permitir que roubassem o seu sacrifício.
Irmãos, não permitam que alguém roube seu precioso culto a Deus!
Que Deus vos abençoe!
Evandro Moretti http://blogdoagitador.blogspot.com

domingo, 3 de abril de 2011

PROMESSA REAVIVADA PELA COMUNHÃO CONTÍNUA

Todo cristão já ouviu falar sobre Abraão, um homem que é respeitado por bilhões de pessoas no Mundo, a Bíblia narra com maestria a trajetória desse ser humano, que como nós teve fraquezas, falhas, medos, etc.
Mas, dentre as muitas lições que podemos extrair de vários pontos na vida de Abraão, vamos se limitar aqui em alguns trechos bíblicos:
"Ora, disse o Senhor a Abraão: sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para terra que eu te mostrarei" Gn 12.1
Aqui nós vemos a ordem de Deus. Abraão, obedeceu e foi:
"Partiu, pois Abraão, como lhe ordenara o Senhor..." Gn 12.4
Lição sobre dependência de Deus.
O Senhor tomaria conta de Abraão?
Deus deixaria Abraão no esquecimento, mesmo depois de ter lhe ordenado uma direção e lhe feito promessas?
A resposta para essas perguntas está descrita em todo contexto da história bíblica.
Deus não só cuidou, como cumpriu o que tinha falado.
Mas falando do homem Abraão. Ele, é claro que cometeu erros na vida, porém vamos olhar para as ações práticas de sua vida, que nos ensinam atitudes de uma pessoa de fé:
  • Abraão manteve uma contínua comunhão com Deus!
  • Abraão orava, e Deus falava com ele em momentos de dificuldade, reavivando suas promessas!
  • Mesmo após ter recebido o cumprimento da promessa concernente ao nascimento de Isaque, Abraão provou que confiava no Deus que seguia!
Ficaremos com as afirmações acima, tirando daí algumas lições práticas:
  • Ao obedecermos a Deus, fazendo o que Ele nos ensina em sua Palavra, estaremos tomando a decisão acertada! Ele honrará nossa dependência se nos rendermos a sua Palavra!
  • Em momentos de dificuldade, devemos manter nossa vida de oração e meditação nas ricas promessas de Deus descritas na Bíblia SAgrada!
  • Em momentos de promessa cumprida, naqueles dias de vitória e benção, não podemos nos esquecer de que tudo é por Ele! Nosso Deus!
Que Deus vos abençoe!
http://blogdoagitador.blogspot.com

O CUIDADO DE DEUS COM A FAMÍLIA


OLÁ IRMÃOS, GRAÇA E PAZ DE CRISTO!
EM GENESIS 6.18 DEUS DIZ A NOÉ:
CONTIGO PORÉM, ESTABELECEREI O MEU CONCERTO, ENTRARÁS NA ARCA, TU E TEUS FILHOS, E TUA MULHER E AS MULHERES DE TEUS FILHOS.
ANTES DE COMENTARMOS SOBRE A SALVAÇÃO QUE DEUS PROVIDENCIOU A NOÉ, TEMOS QUE OBSERVARMOS SUA HISTÓRIA: NOÉ ERA UM HOMEM OBEDIENTE AO SENHOR!
ELE JÁ O ERA ANTES DE RECEBER OFICIALMENTE O SEU CHAMADO, EMBORA DEUS EM SUA SOBERANIA JÁ O SABIA, É CLARO.
MAS A LIÇÃO DESTE TEXTO É EXATAMENTE O CUIDADO DE DEUS COM PESSOAS QUE O TEMEM, QUE O OBEDECEM.
AS FAMÍLIAS QUE TEMEM AO SENHOR TEM DUPLA ALEGRIA: A ALEGRIA MAIOR DE PODER TER RECEBIDO CRISTO EM SEUS CORAÇÕES, E A ALEGRIA DE PODER CONTAR COM O CUIDADO DE DEUS NAS HORAS DIFÍCEIS DA VIDA.
SE VOCÊ ESTÁ PASSANDO POR PROVAÇÕES E HÁ INDÍCIOS DE QUE UMA GRANDE TEMPESTADE VIRÁ. FAÇA COMO NOÉ, SE ABRIGUE NA ARCA DE DEUS. OU SEJA SE REFUGIE NA PRESENÇA DE JEOVÁ.
PARA SUA MEDITAÇÃO: !E TUDO FEZ NOÉ, SEGUNDO OQUE O SENHOR LHE ORDENARA" GN 7.5
PASSE MAIS TEMPO ATENTANDO EM OBEDECER A VOZ DO TODO PODEROSO.
COM CERTEZA, HAVERÁ LIVRAMENTO E PAZ PARA SUA VIDA!
DEUS VOS ABENÇOE!
HTTP://BLOGDOAGITADOR.BLOGSPOT.COM

A frágil justiça humana


Olá irmãos, Graça e Paz de Cristo Jesus!
Continuando os estudos práticos extraídos de Genesis, analizamos outra grande lição no capítulo 3 e nos versículos 7 e 8:
Abriram-se então os olhos de ambos, e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si.
Quando ouviram a voz do Senhor Deus que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher por entre as arvores do jardim.
Há teologos que dizem que Adão e Eva possuiam como que uma roupagem de glória que os envolvia, e estas eram suas vestimentas, e que ao pecarem, perderam essa cobertura. Não sabemos de fato o que houve, mas o texto deixa claro que agora eles sentiam falta de algo. Fizeram roupas de folhas de figueira! era uma maneira de se vestir de uma maneira frágil. tentavam substituir uma benção divina com ações humanas.
O homem ainda tenta fazer isso. Inúmeras religiões ensinam que as boas obras serão capazes de conduzir o homem ao céu. A Bíblia ensina que a única forma de receber a vida eterna é atraves de Jesus, crendo NEle, aceitando o sacrifício que fez por nós no calvário.
no próprio capítulo 3 e no vers. 21 de Genesis está escrito :"Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu."
o texto acima faz nos lembrar do sacrifício de Cristo, Pois acreditamos que as vestimentas feitas por Deus foram extraídas de animais inocentes, simbolizando AQUELE que um dia morreu por nós, nos substituindo na cruz do calvário!
Nunca o homem será capaz de salvar-se!
Nenhuma obra de justiça humana vai nos garantir a vida eterna.
recebamos pois, pela fé EM CRISTO JESUS, A GRANDE JUSTIFICAÇÃO CONCEDIDA POR DEUS.
http://blogdoagitador.blogspot.com